Ciberataque vodafone

ciberataque vodafone

Por que a Vodafone Portugal está alvo de ciberataque?

Fique a par dos primeiros esclarecimentos da DECO. A Vodafone Portugal foi alvo de um ciberataque na segunda-feira, afirmando que não tem indícios de que os dados de clientes tenham sido acedidos e/ou comprometidos, e estando a reunir todos os esforços para repor a normalidade dos serviços.

Qual foi o impacto sobre a Vodafone?

Os serviços fornecidos pela Vodafone foram consideravelmente afetados a partir da noite de 7 de fevereiro, o que perturbou a sua utilização por uma percentagem significativa de clientes. A operadora já veio a público dar explicações sobre o sucedido, mas ainda existem problemas que aguardam resolução.

O que aconteceu com o serviço de telecomunicações da Vodafone?

A explicação foi dada pelo CEO da Vodafone Portugal, em conferência de imprensa, que classificou o ciberataque com um ato terrorista e criminoso. Na noite de segunda-feira, os clientes ficaram sem serviços, que estão a ser repostos aos poucos, dada a gravidade do ataque.

Por que a Vodafone foi alvo de uma disrupção?

A empresa diz que não há indícios de que os dados de clientes tenham sido acedidos e/ou comprometidos. “A Vodafone foi alvo de uma disrupção na sua rede, iniciada na noite de 7 de fevereiro de 2022 devido a um ciberataque deliberado e malicioso com o objetivo de causar danos e perturbações “, diz a empresa num comunicado enviado às redações.

O que aconteceu com o serviço de telecomunicações da Vodafone?

A operadora informa que, até ao momento, não existem indícios de que os dados dos clientes tenham sido acedidos ou comprometidos. Após as falhas registadas na noite de segunda-feira, já foram recuperados os serviços de voz móvel e os serviços de dados móveis já estão disponíveis exclusivamente na rede 3G em quase todo o país.

Postagens relacionadas: