Retenção na fonte trabalhadores independentes

retenção na fonte trabalhadores independentes

Quais são as taxas de retenção na fonte aplicáveis aos trabalhadores independentes?

Estas são as taxas de retenção na fonte aplicáveis aos trabalhadores independentes (art. 101.º do CIRS): 25% para os rendimentos previstos na tabela de atividades profissionais prevista no artigo 151.º do CIRS, como médicos, advogados ou arquitetos.

Qual é a diferença entre a taxa de retenção na fonte e o escalão do IRS?

No caso dos pensionistas, apenas se registou uma alteração ao escalão mais baixo. Apesar de serem confundidos com frequência, taxa de retenção na fonte e escalão do IRS não são a mesma coisa. No entanto, estão interligados.

Quem está dispensado de fazer retenção na fonte de IRS?

Os trabalhadores independentes também são alvo de retenção na fonte de IRS. Conheça as taxas aplicáveis, saiba quem está dispensado de fazer retenção na fonte e qual o valor do mínimo de existência aplicável aos recibos verdes.

Quais são as percentagens possíveis de retenção na fonte?

No total e de acordo com o artigo 101º do CIRS, há quatro percentagens possíveis de retenção na fonte: 25% para atividades profissionais que constem na lista do artigo 151º do CIRS;

Qual a taxa de retenção na fonte de imposto de renda para trabalhadores independentes?

Grande parte dos trabalhadores independentes está sujeita a retenção na fonte de IRS à taxa de 25%. Se a sua faturação é inferior a € 12.500 anuais está dispensado de fazer retenção na fonte (art. 101.º-B, n.º 1, al. a) do CIRS). Saiba mais no artigo:

Quais são as taxas de retenção na fonte?

O artigo 101.º do CIRS contém, também, as taxas de retenção na fonte aplicáveis aos trabalhadores independentes: 25% para os rendimentos previstos na tabela de atividades profissionais prevista no artigo 151.º do CIRS, como médicos, advogados ou arquitetos.

O que é a taxa de retenção e para que serve?

Todos os meses o Estado fica com uma parte do seu salário, para que, quando entregar a declaração, não tenha de pagar nem de receber reembolso. A ideia tem sido aproximar, o mais possível, a taxa de retenção ao que deve, efetivamente, descontar para o IRS.

Quem está dispensado de fazer retenção na fonte de IRS?

Os trabalhadores independentes também são alvo de retenção na fonte de IRS. Conheça as taxas aplicáveis, saiba quem está dispensado de fazer retenção na fonte e qual o valor do mínimo de existência aplicável aos recibos verdes.

Como beneficiar da dispensa de retenção na fonte de imposto de renda?

Para beneficiar da dispensa de retenção na fonte de IRS, ao preencher o recibo verde selecione a opção Dispensa de retenção - art. 101.º-B, n.º 1, al. a) e b), do CIRS, no campo Base de incidência em IRS. No que respeita ao IVA, selecione IVA - regime de isenção [art.º 53.º], no campo Regime de IVA.

Quais são as taxas de retenção na fonte?

1.º - Rendimentos prediais (cat.F) – Não está sujeito a retenção na fonte (porque não se ultrapassaram os 10.000€ nesta categoria); 2.º - Serviços de consultadoria (cat.B) – Está sujeito a retenção na fonte à taxa de 25% (foram ultrapassados os 10.000€ nesta categoria).

Qual a taxa de retenção do imposto de renda para trabalhadores independentes?

Só não terá de pagar IRS se os seus rendimentos não atingirem o patamar do mínimo de existência. Os trabalhadores independentes que não estejam dispensados de retenção na fonte de IRS, são objeto de retenção às taxas de 11,5%, 16%, 20% ou 25%.

Qual a diferença entre o imposto de renda e a retenção?

A retenção abrange tanto titulares singulares como sociedades, na forma do IRS e IRC respectivamente, sendo variável entre ambos os impostos sobre rendimentos.

Postagens relacionadas: