Bistro 100 maneiras

bistro 100 maneiras

Quem é o cozinheiro do 100 Maneiras?

A dificuldade faz o homem. Frase testada e comprovada. Tanto na vida do cozinheiro de ascendência bósnia, Ljubomir Stanisic, como no processo de criação do seu mais recente restaurante, o 100 Maneiras (1 estrela Michelin), na Rua do Teixeira 39, Bairro Alto.

Quais são os horários do Bistro?

Com estas novas medidas, regressam os horários anteriormente em vigor: o Bistro volta a estar aberto de quinta a segunda-feira, das 18h às 22h30 (sábados e domingos das 12h às 16h e das 18h às 22h30), estando o Restaurante aberto nos mesmos dias, das 19h às 22h30.

Quem são os autores dos rótulos do Bistro?

Os rótulos são assinados por Má rio Bel ém e Vasco Branco, autores de muitas das peças do Bistro, como “Arrebenta Coração” logo à entrada do restaurante no Largo da Trindade; e quem, normalmente, lhes dá os nomes e conta as histórias de dentro é M ó nica Franco (jornalista e mulher do chefe- patrón ).

Qual é o significado do 100?

O 100 é muita coisa – uma declaração de amor à sua cidade, uma declaração de paz, o ansiado enterro das armas, a homenagem às suas raízes (e não é por acaso que a porta se abre para uma enorme raiz que “cai” do tecto…).

Quem é o chefe do 100 Maneiras?

Este restaurante é resultado de muitas histórias de vida, de tantas quantas compõem o 100 Maneiras, mas antes de mais a de Ljubomir Stanisic, o chefe jugoslavo-mais- português-de-sempre. 9 meses depois da abertura, chega a primeira grande distinção: a inclusão na lista 50 Best Discovery, compilada pela organização dos The World’s 50 Best.

Quem é o cozinheiro polémico?

O cozinheiro polémico e estrela de televisão mediática é um apaixonado pela comida, pela vida. Não interessa apenas ao que sabem – a comida e a vida – mas sobretudo o que o fazem sentir. As batatas significarão para sempre conforto, mas também escassez e criatividade.

Qual é a relação do cozinheiro com os vinhos?

A relação do cozinheiro com os vinhos começou em 2000, três anos após ter chegado a Portugal, vindo de um país então sem grande tradição vínica. Foi amor à primeira. Primeiro bebeu (muito), depois aprendeu a prová-los, a cheirá-los, a caracterizá-los, a conhecê-los “intimamente”. Até se comprometer para sempre.

Por que o Bistro 100 Maneiras é o melhor restaurante do mundo?

A prestigiada revista britânica Monocle acabou aliás de nomear o Bistro 100 Maneiras o melhor restaurante do mundo. E isso é uma boa desculpa para voltarmos a esta reportagem, que fala da obsessão de um chef jugoslavo com a gastronomia portuguesa – e do olhar de um crítico gastronómico sobre essa mesma obsessão.

Postagens relacionadas: